OPINIÃO

Por que Lula compreende amizade mafiosa de Tuma Jr?

O Ministro da Justiça disse que o Secretário Nacional de Justiça, ligado ao mafioso Paulo Li, só seria demitido pelo presidente Lula se aparecesse fatos novos. O presidente sabe que se fosse por amizades e negociatas com gente suspeita ele também seria demitido


Lula achou serem insuficientes as evidências contra Romeu Tuma Jr, quer mais o quê?

Toinho de Passira
Fontes: Folha Online, Veja – Abril, Portal Terra, Correio Brazilense

O presidente Lula, achou que não foram suficientemente fortes, para tirar do cargo o Secretário Nacional de Justiça, Tuma Jr, as gravações da Polícia Federal mostrando uma promiscuidade vexatória entre ele o mafioso chinês Li Kwok Kwen, o Paulo Li, preso em 2009 sob acusação de comandar uma quadrilha especializada no contrabando de telefones celulares falsificados, importados ilegalmente da China.

O secretário Tuma Jr. ocupa um dos cargos mais importantes do Ministério da Justiça, é responsável por assuntos que tratam da situação de estrangeiros, da repatriação de dinheiro de brasileiros bloqueado no exterior e da lavagem de dinheiro.

Tuma Jr. garante que não deixa o cargo, afirmando que poderia ter cometido erros, mas não crimes. Na verdade o Ministério Público “estranhamente” não considerou que o secretario houvesse cometido delito.

“Nunca imaginei isso. Como vou cuidar ou saber o que meus amigos fazem? Muitas vezes não tenho condições de saber o que minha filha está fazendo.” – diz o secretario naquela ladainha governista de nunca saber os mal feitos ao seu redor.

Se Tuma Jr é um péssimo pai, não sabendo que a filha anda fazendo, ou onde dorme, não é da nossa conta. Mas é relevante saber e julgar com quem dorme o Secretario da Justiça, no exercício do cargo, durante sua atividade profissional.

Não estamos sendo preconceituosos, nada a ver as escolhas de alcova do secretario, mas convidar Paulo Li, de folha corrida tão substancial, para dormir com ele, com as despesas pagas pelo Ministério da Justiça, apenas para colocar a conversa em dia, passou dos limites.

Quanto deve ter custado aos clandestinos à participação ativa do mafioso chinês, junto ao favorecimento do ministro, numa clara evidência de tráfico de influência, nos processos de regularização dos estrangeiros irregulares? Ou vamos acreditar que um contrabandista chinês, fez tudo isso por amor aos seus conterrâneos e que Romeu Tuma nem percebeu?

Como a mulher de César, o filho de Romeu Tuma, não pode ser apenas honesto, tem que parecer também honesto. Quando dizem que não acreditam na participação de Tuma Jr em qualquer esquema, pela longa folha prestada como delegado a Polícia Federal, no nosso entendimento compromete-o ainda mais.

Como alguém tão experimentado e num cargo chave do Ministério da Justiça, não sabe o que faz o mais perigoso e ativo chefe da máfia chinesa, em São Paulo?

Tuma Jr. está sentindo a mão protetora de Lula sobre a sua cabeça, por motivos políticos, o presidente quer comprometer Tuma pai, no esquema de eleições de senador em São Paulo e por experiência própria.

Se o presidente fosse avaliado pela qualidade dos amigos que convive José Dirceu, Antonio Palocci, Marta Suplicy, Dilma Rousseff, aqui no Brasil e com quem convive no exterior, Hugo Chávez, Ahmadinejad, Manoel Zelaya, Evo Morales e Fidel Castro, já não estaria mais no cargo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: