Eleições 2010

Dona Dilma e seus dois tesoureiros travessos


José de Filippi Júnior (PT-SP), o segundo indicado futuro tesoureiro da campanha de Dilma Rousseff à Presidência, responde a 100 processos no TJ (Tribunal de Justiça) do Estado de São Paulo e foi condenado a devolver R$ 2,1 milhões para os cofres da prefeitura de Diadema, por corrupção. O primeiro indicado foi João Vaccari Neto, atual tesoureiro do PT, envolvido no desvio de dinheiro da Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo (Bancoop) Os petistas estão fugindo da missão, como o diabo da cruz

Fotomontagem “thepassiraneews”

DONA DILMA E SEUS DOIS TESOUREIROS – José de Filippi, o careca da esquerda e João Vaccari, o careca da direita, foram os tesoureiros escolhidos para recolher dinheiro para a campanha de Dilma. O primeiro acabou condenado, o segundo pego pelo Ministério Público, por travessuras com o dinheiro público

Toinho de Passira
Fontes: Diario do Grande ABC, Ultimo Segundo, Folha Online

Não existe petista inocente, existe petista mal investigado. A maldição acompanha os indicados para ser tesoureiro da campanha da candidata Dilma Rousseff. O primeiro João Vaccari Neto, atual tesoureiro do PT, está até o pescoço envolvido no desvio de dinheiro da Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo (Bancoop) e foi discretamente afastado.

Agora o segundo, ex-prefeito de Diadema, José de Filippi Junior, que inclusive foi tesoureiro da campanha de Lula em 2006, foi condenado, nesta semana, pelo Tribunal de Justiça de São Paulo a devolver valores que podem chegar a R$ 2,1 milhões para os cofres da prefeitura daquela cidade.

A decisão ocorreu pela contratação sem licitação do escritório do advogado Luiz Eduardo Greenhalgh, ex-deputado pelo PT paulista.

O escritório de Greenhalgh ganhou esses milhões e só defendeu duas causas pelo município, que contava com advogados 51 procuradores responsáveis para defender os interesses do município.

Pela condenação Filippi Junior não poderia se candidatar valendo a lei de ficha suja aprovada pelo congresso. Reforçando a inelegibilidade, o Tribunal de Justiça também o condenou à perda dos direitos políticos por cinco anos. A decisão não afeta a função que ele terá na campanha de Dilma. Tesoureiro não é uma função pública.

Para não deixar dúvidas o presidente nacional do partido, José Eduardo Dutra, afirmou que a decisão do tribunal não causa problemas ao PT ou à campanha da pré-candidata à presidência Dilma Rousseff.

“Temos de analisar os fatos. Ele foi condenado por uma atitude que tomou enquanto prefeito, em 1996. Depois disso, ele foi tesoureiro na campanha de Lula à Presidência em 2006 e a conduta dele foi exemplar.

José Eduardo Dutra na sua “ingenuidade” acredita na conduta exemplar de José de Filippi Jr. de João Vaccari Neto, em duende e em Papai Noel.

Só o Partido dos Trabalhadores dos dias de hoje, consegue achar natural que a sua candidata tenha como tesoureiro de campanha, um cidadão condenado em 2ª Instância por improbidade administrativa e com os direitos políticos cassados pela justiça.

Será que PT não tem ninguém honesto para fazer esse trabalho, ou pelo menos alguém que a justiça ainda não descobriu? Por enquanto nenhum petista quer o cargo, com medo da maldição de Dilma.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: