OPINIÃO

A Serrafobia de Paulinho da Força


Quando José Serra ganhar a eleição, gente como Paulinho da Força Sindical, não conseguirá mais mandar e encurralar o governo Federal como faz hoje. Seu desespero em demonizar José Serra é completamente insano. Sua luta é para continuar com acesso as tetas do governo, a manutenção de privilégios e aos meandros da impunidade. Na verdade Paulinho está tentando salvar o próprio desonesto traseiro

Foto: Ricardo Stuckert/PR

Paulinho da Força Sindical, não lidera mais os trabalhadores dos Sindicatos que diz representar, virou um frango de granja

Toinho de Passira
Fontes: Dora Kramer, Estadão

O deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP) é uma versão sindicalista de Paulo Maluf, contra ele sempre pesam acusações graves que ele dribla com esse jeito de trator chantagista.

Suas primeiras peraltices foram conhecidas na campanha presidencial de 2002, quando foi candidato a vice de Ciro Gomes e em plena campanha foi denunciado por desvio de recursos do Fundo de Amparo do Trabalhador e elegantemente tacou a borduna na sua acusadora, a corregedora-geral da União, Anadyr de Mendonça: “Logo se vê que é uma mulher amarga, mal-amada.”

“Seis anos depois, acusado pela Polícia Federal em esquema de envolvimento em desvio de verbas do BNDES, foi absolvido” pelos deputados num processo por quebra de decoro parlamentar na Câmara dos Deputados. Ameaçava por “m…” no ar condicionado central se alguma coisa viesse a lhe acontecer.

Foi pacificamente absolvido, pois existe uma maioria esmagadora de parlamentares de rabo preso, temerosos, cúmplices e iguais a Paulinho, no caráter e na frouxidão moral.

O desespero de ver a grande possibilidade de José Serra ser presidente o torna um insano furioso. Nos seus pronunciamentos incendiários chama Serra de “sujeito”. Nestas ocasiões baba e tem os olhos injetados como um cão hidrófobo.

Na verdade ele é um Serrofobo como a maioria dos petistas e peemedebistas aboletados no poder.

Todos temem a chegada de José Serra ao Planalto quando perderiam acessos aos cofres do BNDES e a boquinha dos cargos comissionados.

No bombardeio sobre a candidatura tucana, Paulinho disse que Serra, se eleito, “vai tirar os direitos do trabalhador”. “Vai mexer no Fundo de Garantia, nas férias, na licença-maternidade. Por isso, temos de enfrentá-lo na rua para ganhar dele aqui em São Paulo”, afirmou.

“Se a gente não falar fica aí esse sujeito tentando ganhar a eleição. Eu estou falando, e vou falar o nome. Nós não podemos deixar esse José Serra ganhar as eleições. Nós estamos falando e não tem jeito. Eles podem processar e nós vamos falar”, atacou o deputado pedetista, para uma platéia de 2 mil militantes.

Paulinho já foi processado quatro vezes por campanha antecipada e foi punido em duas, com multa total de R$ 15 mil. “Por quê? Porque estamos falando a verdade”, justificou, acusando o Tribunal Superior Eleitoral de punir todos aqueles que falam a verdade.

Na saída do evento, perguntado sobre a possibilidade de uma nova multa, admitiu: “É, tomei mais uma hoje.”

Paulinho é um pelego viciado nas benesses do Estado. Lula o alimentou de verbas e espaço no governo federal, hoje ele come domesticado e dócil na mão do presidente.

Paulinho da Força Sindical, não lidera mais os trabalhadores dos Sindicatos que diz representar, virou um frango de granja, que não precisa ciscar para batalhar pela sobrevivência, a ração diária chega-lhe de mão-beijada.

O desespero de Paulinho é ver, como todo o animal em confinamento, que está chegando a hora do abate e do esquecimento.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: