POLÍTICA INTERNACIONAL

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Premiê de Israel acusa críticos de hipocrisia e reafirma bloqueio a Gaza

O premiê de Israel, Benjamin Netanyahu, acusou nesta quarta-feira (2) os críticos do ataque de Israel a um comboio rumo à Faixa de Gaza de “hipocrisia”. Ele defendeu, em discurso na TV, a abordagem ao barco turco, que matou pelo menos 9 ativistas.

Não era um cruzeiro de amor, era um cruzeiro de ódio. Não era uma operação pacífica, era uma operação terrorista”, disse.

Segundo o primeiro-ministro, Israel vai manter o bloqueio ao território palestino, dizendo que o levantamento do embargo tornaria Gaza uma base para mísseis iranianos que ameaçariam tanto Israel como a Europa.

“Nosso dever é inspecionar todos os barcos que chegam. Se não o fizermos, Gaza se tornará um porto iraniano, o que seria uma ameaça real para o Mediterrâneo e a Europa”, afirmou Netanyahu.

“O estado de Israel continuará exercendo seu direito a autodefesa. A segurança está acima de tudo”, disse.

Ele acusou o Hamas, o movimento islâmico radical que controla Gaza, de continuar se armando, em particular com foguetes e mísseis vindos do Irã.

“Nosso dever é impedir que essas armas penetrem em Gaza por terra, ar ou mar”, afirmou Netanyahu.

G1

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s