CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

HARDY GUEDES – CURITIBA-PR

Caro Berto,

Recebi esse e-mail agora há pouco, com fotos da modesta residência de um dos líderes dos sem-terra. Não sei se a Casa pertence realmente a ele, pois não vi a escritura. Mas como veio de boa fonte, não descarto essa hipótese.

Em face disso, é provável que alguns governistas de plantão digam, para justificar, que ele é líder dos sem-terra e não dos sem-teto ou dos sem–mansão.

Aqui, tudo é possível.

Um abraço

bm-5

bm-3

bm-8

R. Aqui em Pernambuco você enconta zisquerdista pra todos os gostos. Tem o fudido que anda a pé e morre de inveja e de raiva de quem tem alguma coisa, e cuja “consciência social” é fazer uma revolução pra tomar o transporte de quem vai trabalhar pedalando e rala muito pra pagar o carnê da bicicleta.

Tem os intelectualóides da média classe que acham bonitinho conversar merda nos bares e mercados da vida e estão convencidos que pra ser bem aceitos precisam decorar o MPIZB, esculhambar a “direita reacionária” e satanizar a “mídia golpista”. No dia em que a “revolução” triunfar, serão os primeiros a seguir os mesmos passos da classe média cubana: pegar o navio e fugir pro inferno capitalista.

Tem os esquerdopatas que se deliciam com o próprio vazio e se encantam com a tabacudice do próprio discurso e declaram, com a cara mais lisa deste mundo, que nada foi feito ou se criou neste país antes do PT chegar ao poder. Nada. Absolutamente nada. E dizem isto sérios, que nem um porco mijando.

São tantos os tipos que eu vou pedir pra você me lembrar outra hora. Relacionarei todos, prometo.

O dono desta casa cujas fotos você nos mandou, chama-se Bruno Maranhão, fundador do PT pernambucano, amigo do peito de Coprólito Alado. Cuida-se aqui de um zisquerdista esperto, de família rica e aristocrática e que recebe rios de dinheiro de verbas públicas pra alimentar sua ONG, uma dissidência de araque do MST, que nem registro em cartório tem. Trata-se daquela horda de malfeitores que invadiu e depredou instalações do Congresso Nacional em 2006, agrediu um segurança que teve traumatismo craniano e…. e ficou por isso mesmo…

Sim. É dele mesmo. Atesto e dou fé. A casa fica no aristocrático bairro da Casa Forte, perto daqui de Apipucos, onde está o Palácio Pontifício. Estas fotos são do conhecimento dos bem informados leitores do JBF, que já publicou uma postagem sobre este maroto.

Aqueles barracos de plástico preto, ocupados temporariamente pela massa de manobra (que na esmagadora maioria mora nas cidades) é apenas pra justificar os comentários de Goiano sobre os “pobres explorados do campo”.

E, pra completar a galeria de fotos que você nos mandou, aqui vai mais algumas dos nossos arquivos:

.

Bruno Maranhão liderando o bando que invadiu o Congresso Nacional…

bdd-1

…depredou as instalações e provocou traumatismo craniano num servidor…

…envergendo o boné símbolo da impunidade e da esculhambação encarnada…

…e sendo recebido pelo seu acoitador-mor

.

Fonte: Jornal da Besta Fubana

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: