COPA DO MUNDO 2010

.

Brasil 2 x 1 Coreia do Norte, podia ter sido pior

.
O time de Dunga ganhou. É, ganhou. Podia pelo menos ter evitado o gol da Coreia do Norte. Para ganhar da Costa do Marfim vai precisar jogar mais, ou vai perder

Foto: Getty Images

Toinho de Passira

O time de Dunga jogando parece funcionários públicos esperando o fim do expediente em véspera de feriadão.

No primeiro tempo cochilamos e não podemos nada comentar.

No segundo acordamos com os fogos de um vizinho que tinha preparado morteiros para uma goleada, mas pelo andamento da partida, resolveu soltar tudo de uma vez no gol de Elano, aos 10 minutos, que no replay deu para ver ter sido um lançamento de Maicon. Não se sabe se foi um gol intencional ou se se foi um desvio por conta própria da Jabulani, cansada da pelada monótona, lembrou o gol de Josimar da Copa de 1986. Valeu foi gol, não vamos discutir.

Robinho corria sem objetivo e Kaká fazia o sinal da cruz, pedindo uma inspiração divina. O técnio coreano jogou na retranca, como todo mundo já sabia. Mas o time de Dunga parecia surpreso com essa tática milenar e ficava tentando trocar passes, coisa que normalmente já é difícil, imaginem com essa bola de vontade própria.

Mesmo depois do gol a Coréia comunicou que não iria contra atacar. Mas mesmo assim, o time brasileiro não chegava.

Acordei com os impropérios comemorativos do vizinho, já sem o foguetório e querendo comemorar. Reconhecemos que o Brasil fez um gol de verdade. Robinho, aos 27, deu na medida para Elano fazer 2 a 0. Fácil como roubar doce de criança.

Dunga mudou metade do time, tirando Elano, Kaká e mais tarde Felipe Melo. Entraram no lugar, Daniel Alves, Nilmar e Daniel Alves.

Os coreanos vendo a facilidade foram lá e fizeram o gol de honra, Yun Nam entrou definitivamente para a história do esporte nacional coreano fazendo um gol no Brasil. Um golaço.

Na entrevista Dunga disse que o time vai melhorar. Ah, ta!

COPA DO MUNDO 2010
O balé da seleção brasileira
Toinho de Passira

Foto: Getty Images

Fazia 3° no Ellis Park Stadium em Johanesburgo. A platéia se acomodava para assistir o espetáculo.

Foto: Getty Images

Lúcio, desajeitadamente, dá início ao balé diante dos perplexos coreanos. Lago dos Cisnes?

Foto: Associated Press

Maicon faz um “pas de deux” como coreano Jong Tae Se

Foto: Getty Images

Juan voa como o cisne negro conduzindo Jong Tae-se enquanto Michel Bastos prepara-se para entrar em cena. Lindo!

Foto: Getty Images

Maicon numa coreografia solo, quanta leveza!

Foto: Getty Images

Nilmar arrebatou a sapatilha de ouro. Quanta expressividade!

Foto: Stephane de Sakutin/AFP

No fim Yun Nam, depois do gol, tirou o companheiro coreano para uma valsa. Foi lindo!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: