HORÁRIO POLÍTICO; DEMOCRACIA E ELEIÇÕES; DEGRADAÇÃO MORAL; CHACOTA OBRIGATÓRIA; Decadência; Nós merecemos…; Circo político; Show de horrores.

HORÁRIO POLÍTICO; DEMOCRACIA E ELEIÇÕES; DEGRADAÇÃO MORAL; CHACOTA OBRIGATÓRIA; Decadência; Nós merecemos…; Circo político; Show de horrores.

Por e.mail e imagens do GoogleDEMOCRACIA E ELEIÇÕES

Venho publicamente informar a quem possa interessar que não vou votar, nem comparecer à “zona” eleitoral, nem justificar o não comparecimento enquanto o atual sistema eleitoral, partidos políticos e candidatos a todos os cargos forem ordinários, mentirosos, falsos e corruptos de todas as formas. Estou cansado, indignado e enojado de ver e ouvir e em todas as eleições as mesmas promessas, as mesmas mentiras.Os bilhões gastos para pro

pagá-las e a máquina e o dinheiro público sendo descaradamente usados em benefici o de ca ndidatos, tudo co m a total omissão e talvez participação de alguma forma do TRE e do STE. Estou cansado, indignado e enojado dessa democracia mercantilizada do capitalismo selvagem onde você tem a democracia que o seu dinheiro compra. Penso até que temos que inventar outra forma de nomear dirigentes e legisladores do país que não seja o sistema eleitoral que em sua dinâmica atual está mais que viciado e esgotado, mostrando-se inútil para realmente promover um desenvolvimento socialmente justo, ecologicamente correto e eticamente e moralmente dig no e decente. Sou absoluta e definitivamente contra qualqu

er tipo de ditadura, mas tenho certeza que a democracia relativa e corrup ta resultou na devastação do meio ambiente e na propagação epidêmica da violência, do uso e trafico de drogas, de doenças psíquicas e físicas. A bdico do meu direito de voto e desprezo o ridículo da obrigatoriedade do comparecimento à “zona” eleitoral.

Fernando Eustáquio de Melo
Belo Horizonte

Ainda sobre a propaganda

Assistindo ontem a fala dos candidatos, me veio a impressão que de agora em diante os donos de plano de saúde podem procurar outro ramo de atividade porque se depender do futuro presidente, o serviço público de saúde será igual ao da Suécia. Exames que em planos privad os dependem de senha e fila, serão agendados e executados até no Vale do Jequitinho nha sem demora.Nem parece que tem muitas mulheres esperando a dois anos

para fazer uma mamografia, e que outro dia uma vitima de fratura padecia a quinze dias no hospital municipal de Contagem a espera de atendimento.

Agora gostaria de falar para o leitor de ontem, Rogério Thomaz, que cuidado quando diz que começou o programa humorístico, pois os políticos tem plena consciência da ignorância e falta de memória do povo brasileiro. Esse horário é para se avaliar candidato a candidato e lembre-se bem do ditado quem ri por último ri melhor, o mesmo político que faz você rir hoj e poderá esta r rindo e pouco se lixa ndo pra você depois.
Não faça do seu voto uma arma, a vítima pode ser você mesmo, eleitor!
FábioBatista
Por e-mail
Ao ouvir e ver o primeiro dia do horário eleitoral gratuito confesso que fiquei confuso. A Justiça Eleitoral não proibiu os hu moristas de fazer piadas e ridicularizar os candidatos? Acontece que o horár io político em si foi uma grande piada, e os próprios candidatos se ridicularizaram de form a grotesca. Que se cumpra a lei.

JOSUÉ LUIZ HENTZ (São João da Boa Vista, SP)

DEGRADAÇÃO MORAL

Estamos assistindo de camarote ao maior estelionato eleitoral de todos os tempos. Enquanto em países de Primeiro Mundo as conquistas avançam, no Brasil o retrocesso comanda a feira livre que se tornou o processo eleitoral.

Desde a época do Cacareco não tínhamos um plantel de candidatos com tama nho deboche como agora. Partidos nanicos sem representatividade e outros médios tentam arrebanhar para seus quadros aventureiros de todos os tipos. Todos os pretensos candidatos perceberam que ser político neste país é um negócio da China.

Por culpa do analfabetismo cultural e moral, o País gera esse tipo de doença incurável. O eleitor, que é péssimo patrão, não sabe a força que tem nas mãos. Prefere dizer que não gosta de polít ica, m as não se dá conta de que é governado por quem gosta dela. Assim, esquece e m quem vota no dia seguinte. O eleitor é o grande responsável pela degradação moral na política, pelo voto obrigatório que conduz a manada obediente.

Brasil, um país de tolos!

Izabel Avallone izabelavallone@yahoo.com.br

HORÁRIO POLÍTICO

Sem generalizar, para assistir aos programas políticos tem de ter estômago de avestruz. Aqui vai uma sugestão. Se A Voz do Brasil, que, a meu ver, é um bom programa informativo, uma das maiores emissoras de rádio leva ao ar às 3s horas da madrugada, por que o horário polít ico não é apresentado às 2 da matina?

Virgìlio Melhado Passoni

mmpassoni@gmail.com

CHACOTA OBRIGATÓRIA

A reação chocante dos brasileiros em face dos programas políticos recém-iniciados em rádio e TV é a mesma que qualquer um sente ao constatar, “ao vivo”, todo o conteúdo pressentido, imaginado e receado, que, ainda assim, pairava sob dúvida poder acontecer.

Muito pior que qualquer estimativa, os candidatos apresentados, a s besteiras ofensivas, as mentiras, a falsidade e a enganação posta através de imagens, trilhas sonoras, caras e bocas, nomes estapafúrdios e toda a galhofa que transparece nas salas dos brasileiros supera o limite do tolerável.

Mais, transparece a riqueza despropositada investida nas ditas “produções”, se é que se pode chamar aquilo assim, perceb e-se a intenção de iludir e confundir a mente de todos, principalmente da grande maioria despreparada.

Não contradiz tudo o que se disse e se antecipou que poderia ocorrer. Apenas, a decepção é muito maior, o buraco moral da cidadania de ste país é incomensuravelmente maior do que nossa vã imagin ação poderia supor.

Ronaldo Parisi rparisi@uol.com.br

São Paulo


Decadência

O horário eleitoral gratuito é a im

agem do nosso país. A maquiagem “paz e amor” para esconder o que o povo não pode ver e o bizarro circo da decadência moral, com candidaturas esdrúxulas de cantores, palhaços, jogadores de futebol, pugilistas e mulheres frutíferas. Salve-se quem puder, o País está naufragando.

SÉRGIO ECKERMANN PASSOS

sepassos@yahoo.com.br

Porto Feliz

Nós merecemos…

Os candidatos a deputado Romário, Mulher Pera, Batoré, Mulher Melão, Vampeta, Reginaldo Rossi, Leandro do KLB, Tati Quebra-Barraco, Tiririca, Marcelinho Carioca, Túlio Maravilha provavelmente serão eleitos. Resta saber, e o TSE devia ser questionado sobre isso, o que essas pessoas poderão contribuir para melhorar o desempenho na Câmara, cujo nível de corrupção e mediocridade já extrapolou, nos últimos anos, a mais pessimista previsão.

VICTOR GERMANO PEREIRA

victorgermano@uol.com.br

São Paulo


Circo político

Também tive a curiosidade de assistir ao horário político e fiquei estarrecido com o que vi. Começo pelo candidato Tiririca, cujo bordão é “pior do que tá não fica”, do qual discordo frontalmente, pois tenho certeza que se elegermos pessoas como ele a situação vai piorar, e muito.

Entra em cena o quase ex-presidente Lulla declamando poesias em prol de sua candidata, cujo passado é obscuro – e sua experiência administrativa, altamente questionável. Traçando um paralelo entre os dois, vejo muitos pontos em comum, como o despreparo para a função pública, a falta de senso do ridículo, a falta de discernimento, etc.

Concluo que Lulla é um Tiririca que deu certo – estava na hora e no lugar certos para ele, mas errados para nós, brasileiros. De fato, os verdadeiros palhaços somos nós, os pobres contribuintes que sustentamos esse circo de horrores que se tornou o cenário político brasileiro com a presença dos Lullas, Tiriricas, Netinhos e muitos outros que insistem em no s insultar com sua presença nesta eleição.

FERNANDO FENERICH

ffenerich@gmail.com

São Paulo

Show de horrores

Tive a paciência de assistir ao horário eleitoral gratuito da TV durante três dias. Um verdadeiro show de horrores! A palavra de ordem, antes do início da campanha, era renovação. Como?

O que vemos na propaganda é um desfile de ex-artistas desempregados, cantores de nenhuma expressão, ex-atletas, ou seja, pessoas que acham que o Legislativo é, na verdade, um cabide de empregos para quem não consegue mais nada com seu pseudotalento. Isso sem falar em candidatos completamente desqualificados, que, além de tudo, assassinam a língua portuguesa!

É lamentável. É deplorável. Pior, é triste! O Brasil e, principalmente, o povo não merecem os candidatos que nos são apresentados. Sinto-me triste e sem esperança. Que futuro teremos assim?

CARLOS ROBERTO B. BARSOTTI

cbarsotti@hotmail.com

São Paulo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: