Notícias requentadas de HOJE e de outras datas veículadas na internet …

sábado, 16 de novembro de 2013

Pizzolatto fugiu com passaporte falso.

Tirar Passaporte Italiano no Brasil
Há um ano, Joaquim Barbosa, presidente do STF, determinou que os passaportes dos mensaleiros fossem recolhidos. No caso de criminosos com dois passaportes, como é o caso de Henrique Pizzolatto, que tem cidadania italiana e está foragido naquele país, o presidente do STF determinou a apreensão dos dois passaportes.
Para Joaquim Barbosa, era “inteiramente inapropriada” qualquer viagem ao exterior dos réus já condenados sem conhecimento e autorização do STF. O ministro declarou que a retenção dos passaportes era “imperativa”  para garantir a eficácia da decisão final da Corte no processo, uma vez que os réus  têm poder político e econômico.
À época, o ex-diretor do Banco do Brasil, Henrique Pizzolato, informou que entregaria os passaportes brasileiro e italiano, mas que iria contestar a decisão do Supremo Tribunal Federal, um “precedente gravíssimo de exceção”, segundo o advogado dele. Para Marthius Sávio Lobato, é “inédita, antes da sentença transitada em julgado”, a decisão de recolher os passaportes dos réus, além de “afrontar a soberania”.  Posteriormente, foi noticiado que os passaportes haviam sido entregues ao STF.
Como se pode ver, o bandido já tinha a intenção de fugir para a Itália. E o fez com passaporte falso, cometendo mais um crime além de roubar os cofres públicos em cerca de R$ 170 milhões no Mensalão do PT.
Postado por O EDITOR às 15:31:00 48 comentários

Mensaleiro petista que roubou R$ 170 milhões dos cofres públicos foge para a Itália.

O ex-diretor do Banco do Brasil Henrique Pizzolato, quando depôs na CPI dos Correios, em 2005
A Polícia Federal acaba de informar que o ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil Henrique Pizzolato está foragido na Itália. Um delegado da polícia esteve na casa para buscar o petista e a família disse que ele já estava na Itália. Ainda não se sabe quando e como e saiu do país. Pizzolato tem cidadania italiana.
Pizzolato foi o primeiro a ter a prisão decretada pelo STF (Supremo Tribunal Federal) no processo do mensalão –na sexta-feira (15). Segundo a PF, ele não frequenta o apartamento dele em Copacabana, zona sul, há dois meses. Ele era o último a não se entregar da lista dos 12 condenados por envolvimento no esquema do mensalão que haviam tido a prisão decretada.
A Interpol está em contato com autoridades italianas. A inteligência da polícia recebeu informação de que ele teria viajado para a Itália há 45 dias. Na última quarta (13), os ministros do STF rejeitaram por unanimidade recurso apresentado pelo ex-diretor do Banco do Brasil. Com isso, ficou mantida a pena de 12 anos e sete meses de prisão em regime fechado estabelecida pela Corte no ano passado pelos crimes de corrupção passiva, peculato e lavagem de dinheiro. (Folha Poder)
Postado por O EDITOR às 13:08:00 33 comentários

O tão falante Lula calou.

E Lula, diferente dos velhos tempos, apenas sussurrou baixinho: “estamos juntos”.
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva telefonou ontem para o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu e para o ex-presidente do PT José Genoino logo após saber da expedição dos mandados de prisão contra os dois. “Estamos juntos”, disse Lula aos antigos companheiros.
Apesar de manifestar solidariedade, Lula acertou com a presidente Dilma Rousseff uma estratégia para não prolongar o desgaste. Em vigor desde o ano passado no Palácio do Planalto, a lei do silêncio sobre os desdobramentos do mensalão será mantida, sob o argumento de que decisão judicial é para ser cumprida. “Nós temos um acordo de não falar sobre esse assunto”, disse ontem o ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral).
Lula passou o feriado em sua chácara, no interior paulista, e foi de lá que ligou para Dirceu e Genoino. Na quinta-feira, ele avisou que não compareceria ao 13° Congresso do PC do B, em São Paulo, pois estaria ali representado por Dilma e por Falcão. A presidente, por sua vez, não mencionou a prisão dos petistas, citada pelo presidente do partido anfitrião, Renato Rabelo.
A partir de agora, Lula, Dilma e o PT farão de tudo para se descolar do mensalão. A frase “quem sou eu para fazer qualquer insinuação ou julgamento da Suprema Corte?” foi a senha dada por Lula, na quinta-feira, para encerrar de vez o assunto. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
Postado por O EDITOR às 08:44:00 41 comentários

Há vagas para mensaleiros petistas nas cadeias paulistas.

Centro de Progressão Penitenciária
A Secretaria de Administração Penitenciária do governo de São Paulo deve informar à Justiça Federal que dispõe de vagas para que condenados do mensalão cumpram pena em regime semiaberto em pelo menos dois presídios do Estado. Levantamento mostra que há dez leitos na Penitenciária 2 de Tremembé e pelo menos o mesmo número no Centro de Ressocialização de Limeira. Nas duas unidades, quem cumpre pena nesse regime dorme em um tipo de alojamento, e não em celas.
Em casa A comunicação do governo paulista sobre a disponibilidade de lugares deve frustrar a estratégia de vários advogados de requerer regime aberto por falta de capacidade do sistema prisional para receber esses presos. ( Do Painel da Folha)
Postado por O EDITOR às 08:16:00 7 comentários

PT covarde abandona seus “heróis”.

Ontem, enquanto os mensaleiros eram presos, não houve uma só manifestação de ministros ou do Governo Federal. Ao contrário, Dilma Rousseff, pela manhã, ainda foi ao twitter defender punição contra os corruptos. Na hora da prisão, os punhos cerrados de José Dirceu e José Genoíno foram erguidos apenas para cerca de 40 familiares, vizinhos, advogados e assessores. Nenhum militante. Nenhuma bandeira. O PT covarde abandonou os seus “heróis”.
Um grupo com cerca de 40 pessoas acompanhou as prisões do ex-presidente nacional do PT, o deputado federal licenciado Jose Genoino (SP), e do ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu. Formado por familiares, amigos e militantes da sigla, o grupo manifestou apoio aos petistas, gritando palavras de ordem em defesa deles.
O grupo chegou a hostilizar os jornalistas. O momento mais tenso aconteceu quando o advogado do PT, Marco Aurélio Carvalho, tentou avisar a família de Genoino, que estava na calçada, que ele estava bem. Os militantes do partido tentaram fazer um cordão de isolamento em torno dos familiares. Houve confusão e um dos militantes empurrou uma câmera contra o rosto de um cinegrafista.
Portando cartazes com frases como “Isso não é Justica, é vingança” e “O sertanejo é antes de tudo um forte”, eles gritaram “viva o PT”. A manifestação começou por volta das 17h30 e se estendeu até a chegada de José Dirceu. (Informações da Folha de São Paulo)
Postado por O EDITOR às 08:03:00 27 comentários

Até que enfim os mensaleiros do PT dormem na cadeia.

 
Os punhos cerrados dos dois mensaleiros, ao serem presos, viraram motivo de diversão na internet.
Após o STF (Supremo Tribunal Federal) expedir 12 mandados de prisão do processo do mensalão, dez condenados já se apresentaram à Polícia Federal: José Dirceu, José Genoino, Cristiano de Mello Paz, Simone Vasconcelos, Romeu Queiroz, Kátia Rabello, Jacinto Lamas, Marcos Valério, Ramon Hollerbach e José Roberto Salgado.
Eles e devem ser levados a Brasília até domingo. Ainda faltam se apresentar o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares e Henrique Pizzolato, ex-diretor de marketing do Banco do Brasil. As famílias e os advogados afirmam que eles se dirigirão à PF no sábado. O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu se entregou, por volta das 20h30, na Superintendência da Polícia Federal em São Paulo.
Dirceu chegou acompanhado do advogado e do petista Breno Altman. Ele entrou de carro pelo acesso dos fundos, saiu do veículo e andou até a entrada, na frente do prédio. Não falou com a imprensa, apenas ergueu o punho e bateu no peito.
O advogado de Dirceu, José Luís de Oliveira Lima, criticou o Supremo por que o mandado de prisão não especificou que o ex-ministro deveria ir ao regime semiaberto. “Foi cometida uma ilegalidade contra o meu cliente”, disse. Ele afirmou que irá entrar amanhã com uma representação reclamando disso. Também pretende entrar na segunda-feira com um pedido para que Dirceu, que será transferido para Brasília, retorne para a cidade de São Paulo.
Ele foi condenado a sete anos e onze meses de prisão por corrupção ativa –por 8 votos a 2–, e a dois anos e onze meses por formação de quadrilha –por 6 a 4. Operador do mensalão, o empresário Marcos Valério se apresentou às 20h48 desta sexta-feira (15) na sede da Superintendência da Polícia Federal em Belo Horizonte (MG). Valério foi condenado pelo STF por formação de quadrilha, corrupção ativa, peculato, lavagem de dinheiro e evasão de divisas, e a uma pena de 40 anos, 4 meses e 6 dias de prisão, além do pagamento de R$ 2,78 milhão em multas.
Genoino, ex-presidente do PT, foi o primeiro a se apresentar, também na Superintendência da PF em São Paulo. Ele entrou pela porta da frente, acompanhado da mulher, Rioco Kayano, e do advogado. Diversos amigos e militantes do PT estavam em frente ao prédio e gritaram mensagem de apoio ao petista: “Viva Genoino”. Genoino, já dentro do prédio, também gritou: “Viva o PT”. De acordo com o advogado de Genoino, Luiz Fernando Pacheco, o ex-presidente do PT deve passar a noite desta sexta-feira (15) na Superintendência da PF em São Paulo. O mesmo deve acontecer com Dirceu.
O advogado de Dirceu, José Luís de Oliveira Lima, criticou o Supremo porque o mandado de prisão não especificou que o ex-ministro deveria ir ao regime semiaberto. “Foi cometida uma ilegalidade contra o meu cliente”, disse. Ele afirmou que irá entrar amanhã com uma representação reclamando disso. Também pretende entrar na segunda-feira com um pedido para que Dirceu seja transferido para a cidade de São Paulo.
Na segunda-feira, Pacheco entrará com pedido para que o Genoino cumpra o regime semiaberto em São Paulo. Segundo a lei de execução penal, ele tem direito de cumprir a pena perto da família. Pouco depois de Marcos Valério, Ramon Hollerbach, sócio de Marcos Valério na época do escândalo, também se entregou à PF de Minas.
O ex-tesoureiro do PL (hoje PR) Jacinto Lamas entregou-se à Superintendência da Polícia Federal em Brasília. Ele foi condenado a cinco anos por lavagem de dinheiro e corrupção passiva no julgamento do mensalão. Como sua pena ficou abaixo de oito anos, ele terá direito a cumpri-la no regime semiaberto –no qual poderá sair, se for autorizado por um juiz, para trabalhar durante o dia, voltando para dormir na cadeia. Ele não havia entrado com nenhum tipo de recurso. (Folha Poder)
Postado por O EDITOR às 00:49:00 15 comentários

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Joaquim manda prender José Dirceu e a quadrilha do PT ainda hoje.

Conforme informa a Folha, o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Joaquim Barbosa, deve expedir os primeiros mandados de prisão do mensalão nesta sexta-feira (15). No início da tarde de hoje ele determinou o chamado trânsito em julgado –fim efetivo do processo– para 16 réus, entre eles o ex-ministro José Dirceu e alguns que, mesmo sem os votos necessários, haviam apresentado recursos à corte.
A certificação do trânsito em julgado é o último passo necessário antes da expedição dos mandados de prisão, que devem ser enviados à polícia por volta das 17h. Além de Dirceu, o processo foi encerrado para o ex-presidente do PT José Genoino, para o ex-tesoureiro da sigla Delúbio Soares e para o operador do mensalão, Marcos Valério.
Veja abaixo a lista dos 16 condenados que já podem ser presos:
1. Ex-ministro José Dirceu
2. Ex-presidente do PT José Genoino
3. Ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares
4. Operador do mensalão, Marcos Valério
5. Ex-sócio de Marcos Valério, Ramon Hollerbach
6. Ex-sócio de Marcos Valério, Cristiano Paz
7. Ex-vice-presidente do Banco Rural José Roberto Salgado
8. Ex-presidente do Banco Rural Kátia Rabelo
9. Ex-diretora da SMPB Simone Vasconcelos
10. Ex-sócio da corretora Bônus Banval Enivaldo Quadrado**
11. Ex-tesoureiro do PTB Emerson Palmieri**
12. Ex-deputado Romeu Queiroz
13. Delator do esquema, Roberto Jefferson
14. Ex-deputado Bispo Rodrigues
15. Ex-tesoureiro do PL Jacinto Lamas
16. Ex-direitor de marketing do Banco do Brasil Henrique Pizzolatto
Postado por O EDITOR às 17:27:00 38 comentários

Carta de um brasileiro ao ministro Joaquim Barbosa.

Excelentíssimo Senhor Ministro Joaquim Barbosa, presidente do STF:
Venho por meio desta manifestar o integral apoio às suas decisões, mesmo as mais inusitadas, no julgamento do Mensalão criado pela quadrilha instalada no Partido dos Trabalhadores (PT).
Estamos, com a graça de Deus e a proteção da Justiça, chegando ao final do processo, tanto que o senhor, neste momento, emite pessoalmente os atos de prisão dos mensaleiros que roubaram os cofres públicos. Eis aí o motivo desta carta, que detalho a seguir.
Pessoalmente, tenho uma série de dúvidas a respeito do que significa o regime semiaberto e aberto, para além do significado ligeiro destes termos. E tenho absoluta certeza de que esta dúvida também está presente nos corações e mentes dos brasileiros decentes.
Fiquei assustado e profundamente decepcionado ao ouvir a declaração do mensaleiro Valdemar da Costa Neto, condenado a 7 anos e 10 meses de prisão, afirmando na imprensa que deseja ficar preso em Brasília, para poder exercer a liderança do Partido da República (PR), cargo onde cometeu o crime pelo qual está sendo condenado. Gostaria de saber se este apenado, gozando de regime semiaberto, poderá voltar livremente ao local onde comandou um esquema que recebeu dinheiro público, de forma ilegal.
Da mesma forma, foi chocante para os brasileiros ver o chefe da quadrilha do Mensalão, José Dirceu, às vésperas do julgamento dos embargos infringentes, fretar um jatinho e fechar um hotel de luxo, nas paradisíacas praias da Bahia, para afrontar o STF e a todos aqueles que lutaram para que ele pagasse pelos ilícitos cometidos. Este bandido condenado provou que possui vastos recursos, que é um homem riquíssimo, levando uma vida abastada com o resultado dos seus crimes.

A dúvida é: no regime semiaberto, este chefe de quadrilha poderá organizar festas, saraus, sair para almoços em restaurantes de luxo, receber visitas de lobistas e outros corruptos que o cercam? Quais são as regras? O que pode e o que não pode, Senhor Ministro Joaquim Barbosa?
E sobre uma suposta falta de vagas, Senhor Ministro? Poderão estes réus mensaleiros, recém condenados, serem beneficiados por uma pretensa lotação dos presídios ou, para que possam ir dormir na cadeia, o juiz determinará a progressão de regime para outros presos mais antigos, que lá estão ocupando vagas, abrindo lugar para estes que estão chegando? Por Justiça, parece que esta seria a melhor decisão.
Em resumo, Ministro Joaquim Barbosa, o que os brasileiros desejam é que as ordens de prisão emitidas por Sua Excelência tragam respostas para todas estas dúvidas, obrigando os criminosos mensaleiros a cumprirem, efetivamente, as penas impostas pelo STF. Que não haja margem para chicanas e firulas, como o senhor, de forma indignada, apelidou as sucessivas postergações impostas por advogados espertos, com a conivência de ministros venais.
O Brasil não quer ver estes mensaleiros exercendo funções políticas, presentes em regabofes, organizando convescotes para afrontar a Lei, apenas indo pernoitar em celas luxuosas, em função do seu poder, prestígio e capital acumulado por meio de roubo de dinheiro público.
Assim sendo, Senhor Presidente, seja justo, transparente e detalhista. Não deixe margem para que estes bandidos possam cumprir as merecidas penas com um sorriso irônico nos lábios. O país já foi por demais afrontado. É hora do Brasil saber que existe Justiça e que ela vale para todos.
Atenciosamente
Coronel do Blog
Postado por O EDITOR às 10:38:00 37 comentários

Dilma quer tirar o bode Mensalão da sala.

Segundo Mônica Bergamo, a porta-voz extra oficial do PT na Folha de São Paulo, Dilma está por trás do pedido de prisão imediata dos mensaleiros, feito pelo Procurador Geral da República. Dilma pediu, Gleisi Hoffmann e Luiz Adams levaram o recado e Rodrigo Janot assinou. Leiam abaixo:
O pedido de prisão dos réus do mensalão, nesta semana, foi precedido de um encontro entre a ministra Gleisi Hoffmann, da Casa Civil, e de Luis Adams, advogado-geral da União, com Rodrigo Janot, procurador-geral da República. Um dia depois, Janot assinou a solicitação encaminhada ao STF (Supremo Tribunal Federal) pedindo a detenção imediata dos condenados.

NO QUINTAL
A reunião chegou ao conhecimento de José Dirceu e dos deputados José Genoino e João Paulo Cunha, do PT, e se espalhou pelo partido. Foi interpretada como um envolvimento do próprio governo de Dilma Rousseff com a iniciativa, que surpreendeu a legenda e também os condenados. No mínimo, dizem, o governo foi informado com antecedência.

PAUTA
Adams confirma o encontro com Janot. E diz que ele nada teve a ver com o pedido de prisão. “Nem tocamos no assunto mensalão”, afirma. Segundo o advogado-geral, Janot pediu um encontro com Gleisi Hoffmann. Ela decidiu visitar a PGR (Procuradoria-Geral da República). E pediu que Adams a acompanhasse. Conversaram, segundo ele, sobre “tratados internacionais”.

RUÍDO
A interpretação de dirigentes do PT e de outros partidos é a de que a prisão dos réus agora favorece Dilma. Na campanha eleitoral, o impacto da medida já estaria amenizado pelo tempo. E ela não teria que responder a acusações de que seu governo se esforçava para garantir a “impunidade” dos petistas.

Postado por O EDITOR às 09:02:00 23 comentários

Por tempo na TV, Dilma faz um carinho em Kassab.

A presidente Dilma Rousseff fará uma deferência rara ao PSD (Partido Social Democrático), sigla criada pelo ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab. A petista irá ao encerramento de uma reunião do partido aliado, na próxima quarta-feira, em Brasília. Nesse encontro, a direção do PSD deve formalizar o apoio ao projeto de reeleição de Dilma, em 2014.
A princípio, a ideia era que Kassab levasse a decisão até a presidente. Mas o momento político acabou exigindo que o caminho fosse invertido. Kassab, apesar de fiel aliado do governo federal, tem sido alvo nos últimos dias de ataques do prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT). Em entrevista à Folha sobre a investigação da máfia dos fiscais paulistanos, Haddad afirmou que a gestão kassabista deixou um quadro de “descalabro” na cidade.
Nesse ambiente, foi formatada a ida de Dilma até Kassab. Será um gesto público de desagravo ao ex-prefeito. Depois do PT, o PSD será a primeira sigla a oficializar apoio à reeleição. Até agora, nem mesmo o PMDB, que detém a Vice-Presidência da República, com Michel Temer, se mexeu para formalizar a reedição da chapa em 2014.
O ato da presidente tem uma contrapartida clara. A legenda de Kassab agregará à campanha da petista o mesmo número de minutos que o PSDB, maior partido de oposição, terá na TV e no rádio na campanha de 2014. Mesmo com as baixas recentes na Câmara, o PSD segue com 49 deputados –fator crucial na distribuição do tempo da propaganda eleitoral.
O partido fez neste ano consultas formais aos seus 27 diretórios e decidiu por maioria pelo apoio ao projeto de reeleição dilmista. O fato já era conhecido, mas precisa ser formalizado na reunião da Comissão Executiva Nacional, na próxima quarta-feira. Estarão presentes os presidentes dos diretórios estaduais e a bancada de congressistas da legenda. Dilma deve aparecer na hora do almoço, logo após o meio-dia. Há uma preocupação em não permitir a leitura de que a presidente faz campanha durante o expediente. (Folha de São Paulo)
Postado por O EDITOR às 08:47:00 16 comentários

A Papuda é um luxo para os mensaleiros do PT.

O hotel de luxo do José Dirceu, em Brasília.
No julgamento, o relator do processo, ministro Joaquim Barbosa, informou que iria expedir os mandados de prisão para a Vara de Execuções Penais do Distrito Federal, que será a responsável pela execução das sentenças. Se isso acontecer, caberá ao juiz Ademar Vasconcelos decidir sobre um possível pedido das defesas para que alguns réus cumpram pena em outro local. Os pedidos também teriam que ser analisados pelo Ministério Público.
Segundo o juiz, ainda não há reserva de vaga para os condenados nos presídios de Brasília, mas um remanejamento de presos terá de ser feito para comportar os condenados na Ação Penal 470. “Está tudo lotado. Não tem espaço. Não tem nada reservado, porque não sei quantos réus são. Estou aguardando a decisão do Supremo para ver como nós vamos fazer”, afirmou Vasconcelos.
CELAS INDIVIDUAIS
Segundo ele, os condenados ficarão preferencialmente em celas individuais por uma questão de segurança. De acordo com a legislação, a polícia só pode tentar prender os réus que estiverem em casa durante o dia. Mas, segundo Vasconcelos, pode ser determinada a prisão mesmo durante o feriado ou no final de semana. Os réus também podem se entregar a qualquer hora.
Os condenados a regime fechado ficarão no Complexo Penitenciário da Papuda, enquanto aqueles que terão de cumprir pena no regime semiaberto serão encaminhados para o Centro de Progressão Penitenciária (CPP). As mulheres que também cumprirão pena serão enviadas para o Presídio Feminino. Atualmente, o Distrito Federal tem uma população carcerária de 12,5 mil pessoas. (Com informações da Folha)
Postado por O EDITOR às 08:38:00 7 comentários

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Roubalheira no Ministério da Fazenda do pibinho e do PT.

A revista Época faz uma denúncia impressionante de maracutaias que podem chegar a milhões, na antessala de Guido Mantega, o ministro da Fazenda da Dilma e do PT. Leiam aqui.
Postado por O EDITOR às 23:00:00 17 comentários

Cadeia para a quadrilha do PT só na semana que vem. Mas todos começam a cumprir pena em Brasília.

O Supremo Tribunal Federal (STF) não deve determinar nesta quinta-feira, 14, a prisão dos condenados no processo do mensalão. A avaliação reservada de ministros do STF é que a execução das penas vai ficar para o início da próxima semana. Eles consideram mais seguro esperar para cumprir as determinações da Corte, uma vez que o feriado de sexta-feira, 15, da Proclamação da República, pode trazer complicações na hora de executar as prisões e outros pedidos de execução de pena, que serão realizados pela Polícia Federal.Os ministros também avaliam trazer todos os condenados no processo para Brasília. A intenção, com isso, é deixar com o juiz responsável pela Vara de Execuções Penais do Distrito Federal o encargo de definir para onde irá cada uma das pessoas consideradas culpadas na ação penal.(Agência Estado)
Postado por O EDITOR às 16:47:00 20 comentários

Finalmente, Lula vai confessar que é o verdadeiro chefe da quadrilha do Mensalão do PT?

Lula, o covarde e traidor, em 2005, na famosa entrevista falsa, montada na França, joga a culpa nos companheiros. Vai assumir a sua responsabilidade, oito anos depois? Ou vai continuar na sombra?
Ontem, em Maro Grosso do Sul, enquanto seus mais fiéis escudeiros e aliados recebiam voz de prisão em última instância, Lula disse que pretende “falar algumas coisas” sobre o mensalão, mas que se pronunciaria apenas ao final do julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF).
 
– Tenho dito para todo mundo: eu, quando terminar toda a votação sobre o mensalão, aí eu quero falar algumas coisas que penso a respeito disso – disse Lula, após encontro com militantes petistas num evento em Campo Grande.
Lula diz que prefere falar ao término do julgamento do mensalão por ser ex-presidente da República e ter indicado vários ministros da Corte na sua gestão. É mentira. Quer ver o julgamento encerrado para não correr o risco de virar réu.
Não há dúvida que todos os mensaleiros roubaram dinheiro público para si, mas também para colocar Lula lá. Sim, roubaram para si ou o mais safado deles não teria saído em férias, às vésperas do julgamento, em jatinho fretado, para um hotel de luxo, em férias durante o mês de novembro, ofendendo e humilhando o povo trabalhador e decente “deste país”, como Lula gosta de dizer.
Se tivesse vergonha na cara, Lula, que “não sabia”, que disse que todos os partidos roubam como o PT roubou, deveria bater no peito e dizer: companheiros e companheiras, eu sou o chefe do Mensalão. Não vai dizer. Vai atacar a imprensa livre, o Judiciário independente, o Estado de Direito. Essa é a especialidade do chefe.
Postado por O EDITOR às 08:42:00 36 comentários

Em viagem de jatinho, hospedado em hotel de luxo, cercado por seguranças, chefe da quadrilha do Mensalão do PT espera ordem de prisão.

Enquanto o Supremo Tribunal Federal definia o destino de 21 dos acusados no processo do mensalão, o ex-ministro José Dirceu descansava ontem com a família na região de Itacaré, no litoral sul da Bahia. Dirceu chegou ao local na última segunda-feira e lá deve permanecer durante o feriado do dia 15. A região abriga hotéis de luxo e residências de alto padrão.
A única forma de acesso é por uma rodovia estadual. Para se chegar à localidade é preciso atravessar um ramal de estrada de chão batido por onde circulam apenas pessoas autorizadas. Ninguém entra no local sem passar pelos seguranças. As praias são praticamente privativas. A região é protegida por reservas de mata atlântica e é praticamente impossível se chegar pela areia.
A sessão de ontem, na qual foi decidida a prisão imediata de parte dos condenados no esquema do mensalão, não afetou Dirceu porque ele ganhou o direito de apresentar embargos infringentes – apesar da primeira condenação, ele será julgado novamente pelo crime de formação de quadrilha.(Estadão)
Postado por O EDITOR às 08:08:00 28 comentários

Até que enfim José Dirceu e a quadrilha do PT vão para a cadeia.

Quem ri por último, ri melhor.
Seis anos depois de aceitar a denúncia do mensalão, e quase um ano após definir sua sentença, o Supremo Tribunal Federal determinou ontem a prisão do ex-ministro José Dirceu e dos principais envolvidos no esquema de corrupção que marcou o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Dirceu irá pelo menos dormir na cadeia, assim como os dois integrantes da antiga cúpula do PT que também foram condenados, o ex-presidente do partido José Genoino e o ex-tesoureiro Delúbio Soares. O empresário Marcos Valério Fernandes de Souza, principal operador do esquema, começará a cumprir sua pena em regime fechado.

Numa sessão confusa e pontuada por debates acalorados, os ministros determinaram a execução imediata da pena para 16 condenados no maior julgamento da história do STF. Onze irão para a prisão. Os outros cinco poderão cumprir suas penas em regime aberto ou foram condenados a penas alternativas.

Os condenados vão começar a cumprir a pena dos crimes para os quais não há mais possibilidade de recurso, tão logo um juiz do Distrito Federal, que ficará responsável pela execução das sentenças, receba os mandados de prisão do Supremo.

Caberá ao presidente do STF e relator do caso, Joaquim Barbosa, ratificar, alterar ou revogar essas decisões. Ainda não há, contudo, definição sobre a partir de quando e onde os réus começarão a cumprir suas penas, porque ontem houve apenas uma declaração provisória da decisão dos ministros do STF. Hoje, Barbosa vai arrematar os detalhes dessa fase do julgamento, proclamando os nomes dos réus e os crimes cujas penas terão que começar a ser cumpridas agora.

O fatiamento da execução das penas ocorre porque no ano que vem dez réus terão direito a um novo julgamento para crimes pelos quais foram condenados com quatro votos a seu favor no plenário. Eles apresentaram recursos para essa situação chamados de embargos infringentes, que foram aceitos pelo tribunal há dois meses em uma apertada votação por 6 votos a 5.

Dirceu está entre esses réus. Ele questiona a sua condenação por formação de quadrilha, que lhe deu 2 anos e 11 meses de cadeia. Assim, começará a cumprir sua pena de 7 anos e 11 meses por corrupção, em regime semiaberto, no qual ele dorme na cadeia e pode sair para atividades diurnas segundo decisão judicial.

Após rejeitar a maioria de uma leva final de recursos chamados embargos declaratórios, o presidente da corte, Joaquim Barbosa, pediu a prisão imediata de 21 dos 25 condenados do caso. O deputado João Paulo Cunha (PT-SP), que tem um embargo infringente a ser analisado, terá seu caso analisado num momento posterior porque teve a possibilidade de mais um recurso contra formalidades no acórdão (resumo da sentença) aprovado.

Para Barbosa, a decisão de ontem é mais “vantajosa” para o condenado que ainda tem recurso a ser analisado, mas vai cumprir a pena de imediato. “O indivíduo que está condenado a 9, 10, 11 anos, seguramente começará a cumprir pena em regime semiaberto e não no fechado”. Pela lei, penas de 4 a 8 anos são cumpridas no semiaberto; abaixo de 4, em regime aberto ou de forma alternativa, com pagamento de multa ou prestação de serviços comunitários.

Apesar de terem decido pela prisão dos principais nomes do mensalão, houve divergência entre os ministros em relação aos réus que, mesmo sem quatro votos, também apresentaram embargos infringentes depois da decisão do Supremo de acatar esse tipo recurso.

É o caso de 9 condenados, entre eles os deputados Valdemar Costa Neto (PR-SP) e Pedro Henry (PP-MT) que, por ora, poderão aguardar em liberdade a análise dos novos recursos que apresentaram. Enquanto isso não ocorrer, eles continuarão exercendo seus mandatos na Câmara.

Na proposta de Barbosa, os recursos de quem não teve quatro votos não seriam reconhecidos por não seguirem o pré-requisito definido pelo regimento do STF, mas o ministro Teori Zavascki disse que seria preciso analisar os mesmos antes de mandar estes réus para a prisão. Por 6 votos a 5, a opinião de Zavascki prevaleceu. (Folha de São Paulo)

Postado por O EDITOR às 07:50:00 12 comentários

Kassab: quanto mais apanha, mais gosta.

O ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab, do PSD, anunciará na próxima quarta-feira o apoio de seu partido à reeleição da presidente Dilma Rousseff no pleito do ano que vem. Kassab já convidou as bancadas do partido e os presidentes das seções estaduais para a reunião da Executiva Nacional do PSD, em São Paulo, na qual deve ser feito o anúncio. No mesmo dia, Kassab deve se reunir também com Dilma para dizer que, após consultas internas, mais de 90% do partido votou pela aliança com a petista em 2014. A data do anúncio foi antecipada pela coluna Monica Bergamo na Folha de ontem.
Com a iniciativa, o PSD será o primeiro partido a anunciar publicamente que fará parte da coalizão nacional do para tentar reeleger Dilma. Kassab quer sinalizar que sua recente rusga com o prefeito de São Paulo, o petista Fernando Haddad, não abalou sua aproximação com o PT, iniciada em 201.
Em entrevista à Folha, Haddad disse que encontrou uma situação de “descalabro” e “degradação” na prefeitura, referindo-se ao escândalo da máfia dos auditores fiscais do município. Kassab respondeu dizendo que “descalabro” foi o primeiro ano da gestão do petista. Em relação à eleição para governador de São Paulo, PT e PSD ainda mantêm canal aberto de negociação. Embora o ex-prefeito articule sua própria candidatura, para minar a reeleição do tucano Geraldo Alckmin e ter a chance de fazer a “defesa” de sua gestão, os dois partidos conversam sobre um pacto de não-agressão e eventual apoio em caso de segundo turno contra o governador.( Folha de São Paulo)
Postado por O EDITOR às 07:48:00 23 comentários

New York, New York. Eles cantam, você dança.

O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), e mais seis deputados federais embarcam para Nova York nesta quarta-feira, antevéspera de feriadão, para cumprir agenda concentrada apenas na próxima segunda-feira. A missão oficial antecipada terá diárias pagas pelo contribuinte e tempo de sobra para outras atividades na capital da Broadway, do Museu Metropolitan e do Rockefeller Center.
Os congressistas estavam com embarque marcado para as 18 horas de Brasília para São Paulo, em jato da Força Aérea Brasileira (FAB). Da capital paulista, seguem em voos comerciais para Nova York, com chegada prevista para a manhã desta quinta-feira, 12.
O primeiro compromisso da frente parlamentar no feriadão é gastronômico, no fim do dia seguinte: um jantar oferecido pelo embaixador Antonio Patriota, representante da Missão do Brasil na Organização das Nações Unidas (ONU). Depois disso, só há trabalho previsto para dois dias depois, segundo a agenda confirmada ao Estado nesta quarta-feira pela Presidência da Câmara.
Para participar de três compromissos na segunda, dia 18, o presidente da Câmara receberá cinco diárias de US$ 550 cada (R$ 1.227), a título de cobrir despesas com hospedagem, alimentação e transporte. Os deputados Fábio Faria (PSD-RN), Márcio Bittar (PSDB-AC), Eduardo da Fonte (PP-PE), André Figueiredo (PDT-CE), Danilo Fortes (PMDB-CE) e Esperidião Amin (PP-SC) têm direito a valores um pouco mais baixos (US$ 428 por dia).
Dois assessores viajaram antecipadamente e já estão em Nova York para assessorar os congressistas em seus compromissos. Segundo fontes da Câmara, as mulheres dos deputados também estão de malas prontas, mas não contam com verba da Casa para viajar.
As passagens para os Estados Unidos são pagas à parte pelo Legislativo, que não divulgou os valores pagos. Nesta quarta-feira, horas antes a partida, a TAM vendia bilhetes de ida e volta para Nova York, nos mesmos dias, por R$ 19 mil em classe executiva.
No sábado e no domingo, a agenda será livre. Na segunda, segundo a Câmara, os deputados têm encontros com John Ashe, presidente da 68ª Assembleia Geral da ONU, e com o presidente do Conselho de Segurança das Nações Unidas, embaixador Liu Jieyi. Em seguida, concedem entrevista à Rádio ONU, retornando ao Brasil no mesmo dia. De acordo com a Presidência da Câmara, a agenda dos deputados ainda pode mudar. Até esta quarta-feira, no entanto, havia apenas a previsão de mais compromissos, todos também na segunda-feira.
Nestas quinta e sexta-feira, a ONU em Nova York sedia evento na União Interparlamentar, organização que reúne representantes dos parlamentos de todo o mundo. Mas nem a Câmara nem a entidade confirmaram a presença dos deputados brasileiros nas discussões desses dias.
A Assembleia Geral da ONU, aberta em setembro pela presidente Dilma Rousseff, tem eventos até o ano que vem. Congressistas brasileiros têm bastante interesse na viagem para Nova York, com a justificativa de participar o evento. Só na Câmara, há previsão de que 22 embarquem para lá até dezembro, às custas do contribuinte. (Estadão)
Postado por O EDITOR às 07:30:00 4 comentários

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

STF decide que José Dirceu e a quadrilha do PT já vão dormir na cadeia.

Oito anos após aceitar a denúncia do mensalão, o STF decidiu ontem determinar a prisão dos principais condenados no caso, como o ex-ministro José Dirceu, o ex-presidente do PT José Genoino, o ex-tesoureiro petista Delúbio Soares e o operador do esquema, o empresário Marcos Valério de Souza. Em uma sessão confusa e pontuada por debates acalorados, os ministros determinaram a execução da pena do julgamento que havia sido encerrado no ano passado.
O número exato de réus que começarão a cumprir a pena assim que a Justiça Federal de Brasília emitir o mandado de prisão não está definido. Serão ao menos 15, já que havia dúvidas sobre seis réus. Dez réus terão analisados no ano que vem a possibilidade de ter suas penas revistas em crimes pelos quais foram condenados com quatro votos a seu favor no plenário –eles apresentaram os chamados embargos infringentes.
Dirceu está entre eles, na sua condenação por formação de quadrilha, que lhe deu 2 anos e 11 meses de cadeia. Assim, agora o antigo homem forte do governo Lula começará a cumprir sua pena de 7 anos e 11 meses por corrupção em regime semiaberto (ele dorme na cadeia).
Após rejeitar a maioria de uma leva final de recursos chamados embargos declaratórios, o presidente da corte, Joaquim Barbosa, pediu a prisão imediata de 21 dos 25 condenados do caso. O deputado João Paulo Cunha (PT-SP) terá seu caso analisado depois. (Folha Poder)
Postado por O EDITOR às 21:44:00 14 comentários

Obras superfaturadas e paralisadas: Aécio peita Renan e Senado aprova pedido de informações ao TCU.

O senador Aécio Neves, em seu primeiro pronunciamento no plenário do Senado desde que tomou posse, há dois meses
Ontem, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) acusou o presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), de segurar pedidos de informação que poderiam levar a um desgaste do governo Dilma Rousseff. Aécio disse ser “inadmissível” ter pedidos de informação que demoram mais de dois meses para serem apreciados.
Hoje, Renan Calheiros colocou o requerimento em votação e o Senado aprovou na sessão o requerimento de informações ao Tribunal de Contas da União (TCU) sobre obras públicas federais paralisadas. O requerimento, do senador Aécio Neves (PSDB-MG), foi votado como primeiro item da pauta, após protesto feito no dia anterior em Plenário. Para Aécio, o Brasil é um “cemitério de obras inacabadas” e o Senado precisa cumprir seu papel de fiscalizar as ações do governo.
– O Senado tem que avaliar detalhadamente a ineficiência e o desperdício de dinheiro público. A maior interessada deveria ser a presidente da República, que deveria estudar melhor os motivos que levaram às paralisações – afirmou Aécio na terça-feira, referindo-se às críticas da presidente Dilma Rousseff à paralisação de obras em decorrência das sugestões do TCU.
Na mesma sessão, o senador cobrou resposta a outros requerimentos de sua autoria enviados ao Executivo. Segundo o senador, de 39 requerimentos enviados ao Executivo, 21 foram respondidos dentro do prazo, 13 foram respondidos com atraso e cinco ficaram sem resposta.(Com informações das Agência Senado)
Postado por O EDITOR às 18:39:00 15 comentários

Mensalão: STF manda preender primeiro petista já!

O STF (Supremo Tribunal Federal) determinou a primeira execução imediata da pena aplicada contra um dos condenados do mensalão. Com isso, o ex-diretor de marketing do Banco do Brasil Henrique Pizzolatto terá de iniciar o cumprimento de sua pena de 12 anos e 7 meses. Ele foi condenado pelos crimes de lavagem de dinheiro, peculato (desvio de dinheiro público) e corrupção passiva. Em seu segundo recurso, Pizzolatto voltou a pedir o desmembramento de seu processo para que fosse julgado em primeira instância. O pedido foi rejeitado pela maioria do Supremo. (Folha Poder)
Postado por O EDITOR às 16:03:00 14 comentários

A democracia fake do PT.

Depois do alarido da mídia de que o PT é um partido democrático, que elege os seus dirigentes pelo voto de 400 mil militantes, vem a dura realidade para a cumpanherada. O diretório nacional ameaça intervir nos diretórios regionais que não obedecerem a suprema vontade de Lula e priorizarem a reeleição de Dilma Rousseff. Azar dos desejos locais.
Todos os nossos diretórios estão convictos de que a prioridade é a reeleição da presidente. Isso já aconteceu em 2010 e deve ocorrer agora. É para isso, para haver uma sintonia mais fina, que nós vamos convocar uma reunião com todos os presidente estaduais, em São Paulo, para ter esse quadro nacional e avaliar se há algum descompasso, alguma falta de sintonia. Justamente, para que não haja nenhum tipo de intervenção — afirmou o recém reeleito presidente nacional, Rui Falcão
Fica provado que a cumpanherada serve apenas para dar aquela aparência de democracia interna, quando na verdade os candidatos estaduais serão escolhidos na base do dedaço. É a democracia fake do PT.
Postado por O EDITOR às 07:55:00 19 comentários

A esquerda não larga o osso.

Jango: muito álcool, muita carne gorda e muito ócio na sua fazenda no Uruguai.
Hoje assistiremos a mais um capítulo da agonia da esquerda, com a exumação dos restos mortais de Jango. Foram criadas comissões da verdade Brasil à fora para encontrar cadáveres. Só acharam um. Jango. Hoje o circo continua. “Exumar Jango é também exumar a ditadura”, diz Maria do Rosário, ministra dos Direitos Humanos mas, antes de tudo, candidata ao Senado no Rio Grande do Sul. Enquanto isso, menores são assassinados, produtores rurais são escorraçados das suas terras e o crack arrasa a vida de milhões de brasileiros. E a ministra calada. A esquerda não larga o osso da tentativa de incriminar os militares. Isso já rendeu muita indenização. E um discurso que fede mais do que um túmulo aberto.
Postado por O EDITOR às 07:44:00 30 comentários

Demorou.

Por escrito As bancadas do PSDB no Senado e na Câmara preparam moção de apoio à candidatura presidencial de Aécio Neves. Será a primeira manifestação formal para antecipar a escolha, o que contraria acordo entre o mineiro e José Serra. (Painel da Folha)
Postado por O EDITOR às 07:26:00 5 comentários

Será que Kassab ainda tem eleitorado?

Pinçando um trecho do artigo de Dora Kramer, hoje, no Estadão, sobre a roubalheira na Prefeitura de São Paulo e Gilberto Kassab…
O ex-prefeito já disse que pretende concorrer ao governo de São Paulo para que seu eleitorado (conservador) não pense que virou petista por causa do apoio a Dilma. Ainda assim, quer ficar junto com o PT para tirar proveito da força política do Planalto de aumentar a bancada, hoje de 42 deputados, do PSD na Câmara.

… a pergunta que fica é: Kassab, que representava o centro-direita, ainda mantém este eleitorado depois da sua aproximação com o PT? A dúvida está no ar. Eu? Creio que não.

Postado por O EDITOR às 07:22:00 17 comentários

MP denuncia mensalão petista na Prefeitura de São Paulo. Cai secretário de Haddad.

Donato e Haddad: petistas siameses.
Braço direito do prefeito Fernando Haddad (PT), o secretário de Governo, Antonio Donato, pediu demissão ontem, 14 dias após ser deflagrada operação que levou quatro auditores fiscais à prisão, acusados de fraude ao ISS. A quadrilha é suspeita de desfalcar em R$ 500 milhões os cofres públicos, dando a construtoras desconto no imposto em troca de propina.
A queda do secretário ocorreu no dia em que a Folha revelou que o auditor fiscal Eduardo Horle Barcellos, um dos suspeitos do esquema, trabalhou três meses com a equipe de Donato neste ano, reforçando a ligação do petista com acusados da fraude.
Donato anunciou sua saída a aliados na hora do almoço, num encontro do PT. Entre os presentes, além de Haddad, Rui Falcão, presidente do partido, e Emídio de Souza, futuro coordenador da campanha do ministro Alexandre Padilha ao governo paulista. No mesmo dia, em depoimento de oito horas, Barcellos disse à Promotoria que pagava “mesada” de R$ 20 mil a Donato na Câmara, quando ele era vereador, como revelou o “Jornal Nacional”, da Globo. Os pagamentos, segundo ele, foram entre dezembro de 2011 e setembro de 2012.
O fiscal ainda afirmou que seu colega Ronilson Bezerra Rodrigues também dava dinheiro da fraude a Donato. O dinheiro seria um “investimento futuro” para manter cargos se Haddad vencesse. Barcellos fez acordo de delação premiada (para colaborar em troca de menor pena). O Ministério Público vai pedir a quebra de sigilo dos telefones de Donato e Barcellos.
O petista afirmou, em nota, que “nunca” recebeu recursos dos auditores e atribuiu as declarações do auditor a uma tentativa de tumultuar e “desviar o foco da investigação”. O ex-secretário, que voltará a ser vereador, disse à Folha que saiu do governo para “se defender de acusações infundadas feitas até agora e das possíveis que virão”.
Ao divulgar a investigação da fraude do ISS, a gestão Haddad mirava os desvios na gestão do ex-prefeito Gilberto Kassab (PSD). No mesmo dia, porém, a Folha revelou que Ronilson Rodrigues havia sido diretor da SPTrans na administração petista –por indicação de Donato.
Haddad, que vinha defendendo o secretário, disse ontem que “todas as pessoas que estão no Executivo estão sujeitas ao controle” da Controladoria Geral do Município. Uma sindicância interna foi aberta para investigar Donato. O secretário de Saúde, José de Fillipi Jr., é um dos mais cotados para assumir seu cargo. (Folha de São Paulo)

Postado por O EDITOR às 07:08:00 16 comentários

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: