Jefferson tem esperança de poder cumprir seus 7 anos de cadeia em casa ou em um hospital

02/12/2013 às 17:11 \ Política & Cia

Roberto Jefferson O Globo

Roberto Jefferson alimenta a esperança de ser encaminhado para prisão domiciliar ou hospitalar (Foto: O Globo)

Reportagem de Leandra Lima publicada em O Globo 

JEFFERSON TEM ESPERANÇA DE PODER CUMPRIR SEUS 7 ANOS DE CADEIA EM CASA OU EM UM HOSPITAL

Prestes a passar pela perícia médica que avaliará seu estado de saúde, e com isso, ter definido o local onde cumprirá sua pena pela condenação no processo do mensalão, o ex-deputado e denunciante do mensalão, Roberto Jefferson, alimenta a esperança de ser encaminhado para prisão domiciliar ou hospitalar.

A afirmação é do advogado de defesa do ex-parlamentar, Marco Pinheiro de Lemos.

De acordo com Lemos, a expectativa de seu cliente é que os oncologistas indicados pelo Instituto Nacional de Câncer (Inca) para avaliá-lo determinem que Roberto Jefferson não tenha condições de ser mantido em um estabelecimento carcerário.

— A nossa expectativa é que os médicos reconheçam que ele não tem condições de ficar em um estabelecimento prisional. (O Roberto Jefferson) está muito cansado dessa história — comentou.

O advogado garantiu ainda que o deputado cassado comparecerá ao local determinado para os exames.

A perícia médica para avaliar o estado de saúde de Roberto Jefferson será realizada pelo cirurgião Rafael Albagli, especialista em cirurgia abdômino-pélvica, e os oncologistas Carlos José Andrade e Cristiano Guedes Duque.

Os médicos foram indicados pelo Inca, seguindo a determinação do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa.

A junta deve avaliar se o ex-deputado, condenado pelo STF no processo do mensalão, cumprirá a pena no presídio, ou se deverá ser encaminhado à prisão domiciliar ou hospitalar. O dia e o local da avaliação serão anunciados na segunda-feira.

O ex-deputado, condenado a sete anos e 14 dias de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no processo do mensalão, foi submetido a uma cirurgia de retirada de um tumor do pâncreas em julho do ano passado.

A defesa de Jefferson apresentou um relatório médico indicando também que o réu era portador de diabetes, dislipidemia (excesso de gordura e lipoproteínas no sangue), hipertensão arterial sistêmica, histórico de obesidade mórbida, deficiência nutricional crônica e anemia.

Por isso, pediu o direito à prisão domiciliar.

O ministro Joaquim Barbosa quer que a equipe esclareça se, para o tratamento médico de Jefferson, é imprescindível que ele permaneça em prisão domiciliar ou em uma unidade hospitalar.

Tags: corrupção passiva, Inca, Joaquim Barbosa, lavagem de dinheiro, Marco Pinheiro de Lemos, mensalão, perícia médica, prisão domiciliar, Roberto Jefferson, Supremo Tribunal Federal, tumor do pâncreas

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: