CÂMARA FEDERAL – Jornalismo > Últimas Notícias

Jose-Genoino-gik7n2217137-f3
03/12/2013 15:47

Genoino apresenta carta de renúncia à Mesa Diretora

José Geonoíno renuncía ao mandato de deputado federal.

A carta-renúncia foi apresentada, nesta terça-feira, momentos antes de a Mesa Diretora da Câmara decidir se abriria ou não processo de cassação de seu mandato pela condenação no processo do mensalão. O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, conta que a Mesa já havia iniciado a contagem dos votos quando surgiu a carta-renúncia de Genoíno.

“Cumprindo o regimento, demos início ao processo e, antes que se fizesse a aferição de todos os votos, o vice-presidente André Vargas nos entregou um documento de renúncia ao mandato. Sendo assim, com a renúncia do mandato, o processo se extingue na forma regimental”.

De acordo com o segundo secretário da Mesa, deputado Simão Sessim, do PP fluminense, o placar da votação na Mesa já era de 4 a 2 a favor da abertura do processo de cassação, quando a contagem foi paralisada pela renúncia. O primeiro-vice presidente da Câmara, deputado André Vargas, do PT do Paraná, explicou que a decisão pela renúncia já estava tomada desde a noite de segunda-feira.

Eu conversei com o deputado Genoíno e ele me informou que não queria passar pelo constrangimento de uma Comissão de Ética. O único pleito que o deputado Genoíno não queria era ter escrito em seu currículo ‘deputado cassado’, porque seus direitos políticos já foram retirados na condenação; quanto à aposentadoria, ele já é aposentado por tempo de serviço. Tratava-se de uma situação de terminar seus 25 anos aqui como homem honrado que não quebrou o decoro parlamentar. E era uma situação peculiar porque ele estava inválido provisioriamente“.

Vargas criticou a Mesa da Câmara por colocar a abertura do processo de cassação de Genoíno em votação mesmo com o deputado em prisão domiciliar, sem direitos políticos e temporariamente inválido, o que prejudicaria o seu direito de defesa. Na carta-renúncia, José Genoíno classifica o processo de cassação de “espetáculo midiático” e reafirma que é inocente no caso mensalão.

Da Rádio Câmara, de Brasília, José Carlos Oliveira

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: