Última entrevista do cantor foi concedida à Rádio Jornal

A última entrevista do cantor foi concedida à Rádio Jornal, com o repórter Rafael Carneiro, no dia 3 de dezembro, no sexto dia de internação na unidade de saúde. Ele diz que estava com saudade do público e que aproveitou o internamento para fazer exames que precisava.

Ouça a entrevista:

Reginaldo Rossi era amigo íntimo de Geraldo Freire, da Rádio Jornal Foto: Reprodução/ Facebook de Geraldo Freire

Reginaldo Rossi era amigo íntimo de Geraldo Freire, da Rádio Jornal, que acompanhou o desenvolvimento do quadro do cantor ao longo da internação.
Foto: Reprodução/ Facebook de Geraldo Freire

História:

O recifense Reginaldo Rodrigues dos Santos Rossi iniciou a carreira artística em 1964. Influenciado pelos Beatles e integrando-se à Jovem Guarda. No início da tragetória, imitava outro rei: Roberto Carlos. Sempre fez questão de dizer que foi o primeiro cantor de rock do Nordeste, quando comandava o grupo The Silver Jets.

Mas antes de entrar no mundo da música, Foi estudante de Engenharia Civil e professor de Física e Matemática. O primeiro disco foi gravado em 1966 pela gravadora Chantecler. E logo estou com a música que dava nome ao LP.

A partir daí não parou mais de gravar. Passou também pelas gravadoras: CBS, Beverly, EMI, Celim, Continental, Polydisc, Sony Music e os últimos discos e DVDs foram gravados pela Indie Records. Rossi tem mais de trezentas composições gravadas. Ao longo da carreira, também recebeu muitos prêmios: 14 discos de ouro, 2 discos de platina, 1 de platina duplo e um disco de diamante.

Entre uma canção, uma piada e um sempre um pedido para “aumentar o seu retorno”, Rossi fazia uma média de 25 shows por mês, em todo o Brasil. Estave presente em vários programas de televisão e emissoras de rádio. Aqui na Rádio Jornal, com muita simplicidade, comentava o sucesso nacional.

Em 2010 deixou de lado a carreira musical para entrar na política. Pelo PDT, candidatou-se a deputado estadual mas não conseguiu se eleger e rapidamente voltou para o que mais sabia fazer: cantar. Em 1996 sofreu um acidente de carro. Sofreu várias fraturas, inclusive no rosto e ficou 3 meses imobilizado.

Reginaldo Rossi cantou até pouco tempo antes de morrer. Foi aqui no Recife que ele fez os últimos shows nos dias 21 e 22 de novembro em Boa Viagem.

A Rádio Jornal homenageia o cantor, na reportagem especial a seguir:

Rossi é amigo pessoal de Geraldo Freire e participou de debate na Rádio Jornal em setembro. Foto: Willams Coutinho/ Arfoc Cortesia

Rossi é amigo pessoal de Geraldo Freire e participou de debate na Rádio Jornal em setembro. Foto: Willams Coutinho/ Arfoc Cortesia

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: